O vidro temperado é mais rígido, tem maior resistência térmica e se estilhaça em pequenos fragmentos quando é danificado.

Devido a suas características, este vidro ao ser quebrado se estilhaça em inúmeros pedaços pequenos o que o torna-o menos susceptível a causar ferimentos nas pessoas. Ele é de grande utilidade em termos de segurança. É frequentemente utilizado nas janelas laterais e traseiras dos automóveis, janelas e portas de casas, coberturas, além da estar em diversos utensílios de cozinha como panelas ("Pyrex"), prateleiras das geladeiras, pratos e alguns copos também são feitos com vidro temperado.

O vidro temperado é normalmente feito a partir do vidro comum (não temperado), a partir de um processo térmico. Este é aquecido a uma temperatura pouco superior a sua Temperatura de transição vítrea. Logo após, jatos de ar frio de alta pressão são acionados sobre a superfície do vidro a partir de bocais localizados em posições que promovam uma taxa de resfriamento na superfície muito maior do que em seu interior.

As paredes do vidro se solidificam e o seu interior ainda está em estado pastoso. Ao se solidificar completamente e voltar à temperatura ambiente, terá a acumulado um estado interno de tensão e compressão simultâneas.

O vidro temperado não pode ser cortado ou partido. Os orifícios para hastes ou parafusos e até mesmo o polimento das arestas ou lapidação de suas bordas deve ser feito antes da têmpera pois qualquer dano feito em sua superfície pode resultar no estilhaçamento completo da peça. Apesar de sua maior dureza e rigidez, ele é menos flexível que o vidro comum ou o vidro laminado. A tensão concentrada em pontos de apoio ou suporte podem significar um risco real de estilhaçamento.

TEMPERADOS

© 2016 GWR Vidraçaria e Esquadrias

  • Facebook - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle